...

Home >

PREVIDÊNCIA PRIVADA

VIVA O AGORA E GARANTA SEU FUTURO

 

Já pensou em seu futuro? – Em suas finanças Pessoais? – Em sua Aposentadoria?

 

Calma, não queremos que você se aposente logo, mas é algo que precisa ser questionado de forma urgente, pois não podemos deixar que o futuro venha sem nos planejarmos de forma consciente e segura, por isso lhe dou a idéia de começar uma Previdência Privada o mais breve possível, onde lhe dê uma perspectiva de renda extra futura garantida, não esperando só o recebimento do nosso INSS. Como mostra os dados estamos com o déficit ainda maior na nossa Previdência Social Brasileira ficando difícil ter a aposentadoria futura garantida pelo governo.

Nos Planos de previdência, você define quanto e quando quer receber a sua renda. A partir daí, deposita um valor todo mês, até o momento de começar a receber os seus benefícios. E como é uma ferramenta de planejamento, permite que você garanta o seu futuro aos poucos, sem depender de grandes aplicações.

 

  • VANTAGENS
     

Além da previdência social que você já tem, faça uma Previdência Privada para manter seu padrão de vida.

Dedutível no Imposto de Renda Contratando um plano PGBL, você pode deduzir até 12% da sua renda bruta anual tributável.

Opções de Recebimento Você tem a flexibilidade de escolher diversas opções de recebimento de renda, sendo uma delas a vitalícia ou ainda retirar o valor total acumulado.

Você decide Quanto Pagar Quem decide o valor da contribuição é você, através dos planos que se adaptam ao seu perfil.

 

  • PRINCIPAIS COBERTURAS


Indenização em caso de morte

Renda por Invalidez Funcional Permanente Total por Doença

Assistência Funeral para o Titular do Plano ou Para a Família

Antecipação Especial Por Doença

 

8 dicas para planejar a vida financeira do casal

Planejar a vida financeira do casal é um passo importante mesmo no início da vida a dois. Para ter sucesso e garantir a segurança das finanças da família, é essencial esquecer o pensamento individual e adotar formas conjuntas de aproveitar a renda familiar da melhor maneira possível.

Como vocês podem lidar melhor com o dinheiro em conjunto e como montar um planejamento financeiro completo? Confira!

O desafio de lidar com o dinheiro em conjunto

Um dos grandes desafios na hora de fazer um planejamento financeiro para o casal é aprender como lidar com o dinheiro em conjunto. Por isso, para a empreitada funcionar e o dinheiro – e gastos – passarem a ser administrados de forma conjunta e não mais individual, alguns cuidados e práticas são necessários. Veja as dicas:

1-Conversem sobre ganhos e gastos

O primeiro passo para colocar a vida financeira do casal em dia é ter uma conversa aberta sobre ganhos e gastos. Transparência é palavra de ordem. É importante que cada um  especifique a sua renda líquida e faça uma estimativa dos gastos pessoais. Em seguida, coloquem no papel as despesas relativas ao casal como, por exemplo, os gastos da casa. Nesse momento, pode ser importante definir como será feito o gerenciamento das finanças. Um dos dois será responsável? Haverá a criação de uma conta corrente conjunta? As contas serão divididas? Ter essas definições logo no início da vida a dois ajuda a não ter problemas no futuro.

2-Registrem as finanças em conjunto

Depois de saberem qual é a real situação das finanças do casal, é importante que os dois criem o hábito de registrá-las. Mesmo as pequenas despesas, como um lanche no final de semana, gastos no cinema ou uma lâmpada para a sala de estar, devem ser registradas. Dessa forma, é possível avaliar para onde está indo o dinheiro do casal, onde é possível economizar e onde há necessidade de redução de gastos. O ideal é separar uma hora semanalmente para fazer uma análise dos gastos dos últimos sete dias e se planejar para as próximas semanas.

3-Definam planos a dois

Definir planos e sonhos é um grande motivador para controlar gastos e manter as finanças em dia. Por isso, é importante que vocês conversem sobre seus sonhos e objetivos de curto, médio e longo prazo e tracem uma estratégia financeira para alcançá-los. Tenha em mente que pode ser possível ter que ceder e negociar nesse momento, já que os objetivos financeiros precisam estar sempre alinhados. Não adianta um querer ter um filho daqui a dois anos, enquanto o outro planeja uma grande viagem de férias para o mesmo período. É essencial garantir que ambos estejam na mesma página.

4-Coloquem a união sempre em primeiro lugar

A vida a dois é uma delícia, mas também tem seus percalços. Para não deixar que aspectos financeiros atrapalhem o amor e cumplicidade do casal é importante colocar a união em primeiro lugar, acima dos desejos individuais. Essa é boa maneira de evitar discussões a respeito de dinheiro. Caso surjam dificuldades no caminho, o mais importante é manter a união e, com transparência e colaboração, buscar superá-las.

Planejamento: o caminho para que a vida financeira do casal seja próspera e segura

Investir no planejamento financeiro é essencial para que a vida financeira do casal se mantenha saudável e segura. Com a ajuda dessa ferramenta, é possível ter uma visão geral das finanças, avaliando se as receitas superam as despesas, se os gastos estão em um limite aceitável e, ainda, o que é preciso fazer para realizar os sonhos do casal.  Veja como montar um planejamento financeiro e manter as finanças pessoais em dia:

5-Listem os objetivos financeiros

Como vocês já definiram os objetivos financeiros em conjunto, comecem o planejamento financeiro, listando-os e definindo o tempo em que gostariam de realizá-los. Caso o objetivo seja fazer uma viagem de férias em um ano, por exemplo, veja quanto precisam poupar por mês para ter dinheiro suficiente para realizá-lo.

6-Planejem gastos

O planejamento financeiro passa por saber quais são os principais gastos do casal e, ainda, por planejá-los mês a mês. Esse cuidado é a garantia de que vocês não terão despesas superando as receitas e que o dinheiro do casal está sendo destinada para as coisas que realmente importam. Uma forma de planejar despesas é usando a regra 50-15-35. Por ela, 50% da renda líquida do casal deve ser destinada aos gastos essenciais, como aluguel, condomínio, contas de consumo etc. Outros 15% são para prioridades financeiras, como pagamento de dívidas (caso elas existam) ou investimentos. O que sobrar – 35% – vai para despesas relacionadas ao estilo de vida, como academia, comprinhas, viagens e afins.

7-Criem táticas de economia

Para ter uma vida financeira segura não só no presente, mas também no futuro, economizar é preciso. Para que vocês possam equilibrar as finanças sem prejudicar o estilo de vida, busquem definir algumas táticas para economizar. Em vez de jantar fora todo final de semana, Façam a refeição em casa. O chopinho com amigos pode ser substituído por programas gratuitos ao ar livre, como praia e piquenique no parque. Os equipamentos elétricos antigos podem ser substituídos por novos para economizar energia. E por aí vai.

8-Não se esqueçam de criar um fundo de emergência

Ter uma reserva de emergência é essencial para não ter que recorrer a empréstimos para lidar com despesas que não foram previstas, como perda de emprego, doença ou um carro quebrado. O ideal é que esse fundo corresponda à, pelo menos, três meses de despesas do casal. Lembrem-se de colocar essa quantia em um investimento que ofereça liquidez, já que poderão ter que sacar a quantia a qualquer momento.

Para que a vida financeira do casal seja tranquila e segura, planejar é preciso. Juntos, estabeleçam as diretrizes para o gerenciamento das finanças, definam objetivos em comum e trabalhem unidos para realizá-los.

 

E aí, vamos fazer uma PREVIDÊNCIA PARA VOCÊ?

 

 

SOLICITE uma cotação